Capital de giro: como fazer o gerenciamento desse indicador da sua empresa?

Findicas

Share on facebook
Share on whatsapp
Share on twitter

Capital de giro costuma ser o principal motivo para falências, mas tem como mudar isso.

Ilustração de empresários planejando o gerenciamento do capital de giro da empresa.Na última edição da pesquisa Sobrevivência de Empresas do Sebrae, a taxa de mortalidade de empresas de micro e pequeno porte em até cinco anos foi de 38,6% em 2021. Apesar do principal motivo ter sido a pandemia do Covid-19 (41%), o segundo colocado é conhecido de muitos: o capital de giro (22%). 

 

Este é apenas um de muitos dados que apontam como o capital de giro para empresas é fundamental para a sobrevivência de um negócio. Afinal, se houver qualquer desequilíbrio no fluxo de caixa, o empresário pode sofrer para pagar contas e cumprir obrigações, e acarretar em uma bola de neve de problemas sem volta. 

 

O que é capital de giro e sua relação com o fluxo de caixa?

O capital de giro de um negócio se define como a subtração de ativos e passivos circulantes, ou seja, tudo aquilo que a empresa consegue transformar em dinheiro (estoques, valores a receber, aplicações e caixa físico) menos os valores a serem desembolsados (pagamento a fornecedores, salários, impostos e outras despesas).

 

Já o fluxo de caixa nada mais é do que um relatório em que são reportadas entradas e saídas de dinheiro na empresa em um determinado período e, para isso, é preciso registro diário de despesas e receitas, análise constante de investimentos e aplicações de recursos.

 

Enquanto o fluxo de caixa ajuda uma empresa a acompanhar e organizar sua trajetória financeira, o capital de giro é o condutor que indica quanto ela precisa para se manter em pé. Nesse ciclo, os dois vão sempre se relacionar para garantir que o valor mínimo calculado acima seja atingido todo mês.

 

Como gerencia-lo?

Sabemos que controlar o capital de giro pode ser complicado. Por isso, separamos algumas dicas e pontos de atenção para melhor aproveitamento do indicador. 

 

Evite usar o capital de giro em excesso

É comum que empresas usem o capital de giro para cobrir outras despesas ou até mesmo dívidas sem perceber que seu fluxo de caixa não vai sobreviver à retirada. Então, é importante entender quando usar essa quantia. 

 

Busque produtividade

Sempre que possível, procure ser produtivo com menos custos, analisando com cuidado cada cenário e como aquele gasto é realmente necessário ou não para a empresa. Se não for, é uma oportunidade de ter uma margem de respiro financeiro.

 

Entenda seu modelo de negócio

Para empresas que fazem muitas vendas a prazo, é comum que exista um “buraco” entre pagamentos e recebimentos. Afinal, os custos muitas vezes se mantêm fixos, enquanto os valores só caem na conta por inteiro dentro de 30, 60 ou 90 dias. Ao entender o funcionamento do seu negócio e os momentos de escassez, é possível organizar prazos e avaliar como otimizar o processo.

 

Atente-se a prazos e planeje-se

Todo negócio precisa se preocupar com o compromisso que tem com seus clientes e fornecedores, por isso tente negociar datas mais flexíveis e controle o risco de inadimplência. Além disso, um bom planejamento e coordenação de datas é fundamental para que o capital de giro se estabilize.

 

Antecipe recebíveis

Apesar de um melhor planejamento, no entanto, sabemos que um aporte financeiro é um aliado importante de ter nessas horas. Por isso, soluções como a antecipação de recebíveis são perfeitas para ter como parte da estratégia de um negócio.

 

Ao antecipar recebíveis, o empresário transforma aquelas vendas a prazo que afetam tanto o cronograma de pagamentos em capital de giro imediato, utilizando uma nota fiscal de produto que está para receber como garantia no pedido de crédito. Além da facilidade, o processo pode ser feito 100% online e tem baixo risco de endividamento, pois a empresa estará apenas adiantando um valor que já seria seu.

 

No marketplace de crédito da Finplace, por exemplo, o gestor se conecta com centenas de instituições financeiras dispostas a dar aporte financeiro e ainda ganha autonomia para comparar propostas e escolher a que melhor se adequa à sua realidade.

 

O uso de plataformas financeiras online como a Finplace ajudam na superação de problemas históricos para que esses negócios tenham longevidade. Dessa forma, um gerenciamento completo de capital de giro precisa unir um bom planejamento e um parceiro de crédito que o ajude a estabilizar as contas.

 

Quer entender ainda mais sobre as modalidades de crédito e o mundo financeiro? Leia outros artigos do Findicas. E, para se manter sempre atualizado, visite o nosso Linkedin e acompanhe nossas páginas no Facebook e no Instagram. Ou entre em contato conosco pelo WhatsApp ou pelo chat, disponíveis aqui no nosso site.

 

Tags

Cadastre-se agora!


Cadastre-se agora

É grátis e em apenas 1 minuto
você conclui seu cadastro!